Melhores Cervejas

A cerveja é uma bebida super popular e é até ancestral. É a bebida favorita para qualquer ocasião que envolva diversão, descontração e bons momentos com os amigos. E quem não gosta de saborear uma gelada nos dias quentes, não é? 

Encorpada, saborosa e muito nutritiva, a cerveja é produzida a partir de cereais como trigo e cevada, combinados e devidamente fermentados, promovem um verdadeiro líquido saboroso, adocicado e espumoso.

Hoje os estilos de cerveja produzidos no mundo se diferem muito, alternando os sabores, aromas, textura e cor. Além da comum cerveja Pilsen, os cervejeiros também encontram estilos como IPA, Pale Ale, Weissbier, Bock e outras tantas. 

Além disso, as cervejas artesanais estão em boa evidência atualmente, isso porque se diferenciam da massa industrial de cervejas, com a vantagem no sabor exclusivo e particularidades de uma produção personalizada e mais rica na incorporação dos ingredientes. 

Descubra em nosso artigo quais são os tipos de cerveja, os países conhecidos pelas melhores produções e cultivo de cevada. Saiba também como escolher uma boa cerveja para começar a degustar e provar o verdadeiro gosto da cevada fermentada!

Melhores Cervejas de 2024

O que é a cerveja?

Aprenda tudo sobre o que é e qual a melhor cerveja nos dias de hoje.

Quando pensamos na cerveja logo lembramos da Alemanha, dos festivais oktoberfests, mas também do churrasco no domingo, do happy hour na sexta-feira… A verdade é que a bebida é bastante popular.

A cerveja é a terceira bebida mais consumida no mundo, depois da água e do café. Também é uma das bebidas mais antigas produzidas pelo ser humano, há evidência de seu consumo há mais de 4 mil anos a.C!

Sua produção é aparentemente simples, para fazer cerveja acontece a fermentação alcoólica a partir de cereais, principalmente a cevada maltada, basicamente é acrescido leveduras e lúpulo, transformando o açúcar dos cereais em álcool. 

É claro que hoje a produção das cervejas se aprimorou, os ingredientes são diversos, acrescentados conforme o estilo e sabor que se deseja compor e os métodos usados para produção também são mais modernos.

História da cerveja

A história e origem da cerveja é muito mais antiga do que você pode imaginar.

A história da cerveja é bem longa, já que teria sido descoberta por acaso entre 8 a 4 mil anos a.C na antiga região Mesopotâmia, povoada pelos sumérios, uma área que hoje pertence ao sul do Iraque. 

A região foi berço da civilização, do comércio, da agricultura e da criação de animais. Não teria sido tão por acaso que uma região tão movimentada e rica no cultivo de cereais chegasse a produção e descoberta dessa bebida.

Os primeiros registros de fabricação da cerveja apontam a data de 2100 a.C, quando a cerveja já era popular nas festividades comemorativas do povoado, com a fama de que deixa o povo sumério alegre e descontraído.

A bebida foi devidamente documentada, inclusive, haviam regras severas para a correta produção da bebida, além de cotas diárias para fabricação, comércio e consumo. 

Uma curiosidade em relação às primeiras cervejarias da Suméria é que a produção era gerenciada pelas mulheres! Além disso, os sumérios a valorizavam tanto que acreditavam ser um presente da Deusa Ninkasi.

A cerveja também já foi conhecida como o “pão líquido” pelos egípcios, já serviu como pagamento a trabalhadores antes da antiguidade e já foi tão consumida como a água nessas épocas.   

Nos anos de 700 e 800 d.C é que a bebida começou a ser produzida em outros países e continentes, os mosteiros é que tiveram seus primeiros experimentos, com técnicas de produção diferentes e adição de novos ingredientes.  

É assim que a cerveja começa a se aprimorar, as novas produções trazem mais aromas, graças a adição de ervas, como sálvia, gengibre e principalmente o lúpulo, que é hoje um ingrediente que não pode faltar. 

Relação da cerveja com a Alemanha 

Se a cerveja é tão antiga e foi descoberta ainda na Mesopotâmia, o que teria a ver com a Alemanha, como é tão assimilada?

A relação da cerveja com a Alemanha não está na sua origem, mas sim no método de produção rigoroso da bebida. 

Isso se deve a famosa lei chamada Reinheitsgebot, que quer dizer: “Lei da Pureza da Cerveja”. Essa lei alemã decreta que somente os ingredientes água, malte de cevada e lúpulo devem ser usados para produção da cerveja, garantindo a sua originalidade. 

O decreto é dos anos de 1516, e teve como autor o duque alemão Guilherme IV de Baviera.  Hoje já são mais de 500 anos de tradição alemã na fabricação de cerveja!

Como é feita a cerveja?

A arte de produzir cerveja é uma técnica complexa, requer uma boa assimilação de ingredientes e dos processos necessários para chegar ao tão saboroso líquido dourado e espumado, como conhecemos. 

Atualmente não existe um método único, mas sim vários, desde os mais tradicionais aos mais tecnológicos, mas a fórmula é a mesma. O que vamos perceber é uma alteração de sabor, aroma, corpo e conservação da bebida, conforme a técnica usada. 

Conheça as principais etapas de produção da cerveja:

Preparação dos ingredientes: elaboração do mosto

O cultivo e seleção dos ingredientes é um fator aprimorado ao longo do tempo, cada país e estilo de cerveja pode conter características diferentes.

Basicamente a cerveja é feita de água, cereais, lúpulo e fermento (levedura). Os cereais são mais comuns, cevada, milho, arroz e trigo, o malte de cevado é o principal deles, o responsável pelo corpo e sabor característico da cerveja.

Algumas cervejarias também acrescentam açúcar aos ingredientes, isso depende de cada formulação. 

Os cereais são misturados com água, passam pelo processo de moagem, aquecimento para dissolução dos ingredientes, até que o amido seja transformado em açúcar. 

O líquido que resulta desse processo é o chamado mosto, ele também passa por uma filtragem, separando as cascas do malte e resíduos do líquido.

Por fim, ainda antes da fermentação é acrescido um ingrediente que não pode faltar para o resultado final: o lúpulo. Tudo é dissolvido em altas temperaturas para esterilização e total mistura dos ingredientes do mosto.

Fermentação

A fermentação é a parte fundamental para a elaboração da cerveja. Ela acontece geralmente em tanques, onde são depositados os mosto, após refrigerado. Junto ao mosto é adicionado as leveduras, que nada mais é do que o fermento.

Esse fermento é responsável pela transformação de açúcar dos cereais em álcool e gás carbônico. Esse processo é realizado em temperaturas favoráveis, geralmente entre 10ºC e 13ºC, ideal para o sabor característico da cerveja.

A fermentação é que dará as primeiras notas de sabor e aroma à cerveja, além do teor alcoólico nela concentrado.

Maturação

Depois de fermentar a cerveja passa por um período de “descanso”. Nessa fase os ingredientes se acentuam, o fermento é separado do restante do líquido, alguns açúcares passam por um tipo de segunda fase de fermentação, e assim o sabor e aroma é amadurecido, resultando nas características finais da bebida.  

Filtração

Antes de ser engarrafada a cerveja passa pela filtração, processo que permite eliminar os resíduos que ainda restaram no líquido, como pequenas partículas de cascas, galhos e folhas. Quanto mais translúcida e cristalina, mais pura será a cerveja!

Engarrafamento e pasteurização

Por fim as cervejas são engarrafadas ou enlatadas. As cervejas passam pelo processo de pasteurização, que é uma técnica térmica de aquecimento a 60ºC e imediato resfriamento da cerveja, essa condição aprimora a sua conservação por mais seis meses.

As cervejas que vão para barris não passam pela pasteurização e são o que conhecemos como chope.

Como escolher as melhores cervejas?

Para saber qual cerveja tomar, considere o estilo, sabor e produção da bebida. Se você é iniciante, confira algumas dicas sobre o que observar nas cervejas:

  • Tipos de cervejas; 
  • Principais escolas de produção;
  • Família de cerveja: tipos de fermentação;
  • Estilos de cerveja;
  • Teor alcoólico;
  • Saiba como beber, harmonizar e combinar sua cerveja.

Acompanhe para saber quais as variedades e quais as diferenças entre elas:

Tipos de cerveja

Conheça os diferentes tipos de cerveja que temos no mercado.

O iniciante no universo das cervejas pode ficar com dúvida sobre os mais variados tipos, nomenclaturas e estilos de cerveja descritos na embalagem da garrafa. 

São meios de categorizar a bebida, indicando a escola, estilo e família da bebida. Vamos conhecer melhor cada aspecto.

As 4 maiores escolas de produção de cervejas

As quatro escolas na verdade referem-se aos quatro principais países que produzem a bebida e tem uma método considerado próprio daquele país. Quem segue aquele estilo pertence a tal escola cervejeira, saiba mais detalhes sobre cada uma delas:

Escola Inglesa: Costumam produzir cervejas mais secas e amargas. As mais famosas são do estilo Ale, possuem uma fermentação um pouco mais complexa, usam menos açúcar. Alguns estilos são Porter, English IPA, Stout e English Pale Ale.

Escola Belga: A Bélgica surpreende com a quantidade de variedade de cervejas, e tem produções bem complexas. Uma característica especial é adição de especiarias como semente de coentro, casca de laranja, anis, canela e frutas. alguns estilos conhecidos são: Blond Ale, Dubbel, Strong Ale e Witbier.

Escola Alemã: Uma das escolas mais antigas e conhecida pela lei da pureza na cerveja, que é a fabricação só com três ingredientes: água, malte de cevada e lúpulo, mais tarde foi acrescida a levedura. Essa escola tem os estilos mais comuns e populares no Brasil, como: Pilsen, Weiss e Bock.

Escola Americana: É a escola mais recente, traz como essência a criatividade de revalorização dos velhos estilos. É uma escola similar à Inglaterra, mas tende a acrescentar mais malte e lúpulo, além de envelhecimento em barris e fermentação do tipo espontâneo. Os estilos mais conhecidos são: American Lager, Cream Ale e American Pale Ale.

Famílias de cervejas

Ale, lambic e lager, esses são as 3 principais famílias de cervejas.

Já a categoria família de cerveja refere-se ao tipo de fermento que é usado para a criação de álcool nas bebidas. Essa categoria é bem importante, já que suas características impactam no estilo e sabor da cerveja.

Existem três tipos de família, conheça quais são:

Família de cerveja Lager

A Lager é um tipo de classe mais popular das cervejas, é bem antiga, lá de 1400, possui origem na Alemanha. A cerveja do estilo Pilsen, por exemplo, que é uma das mais consumidas no Brasil, é dessa família.

A cerveja Lager é considerada de baixa fermentação, isso significa que o fermento fica no fundo do tanque, proporcionando uma transformação de açúcar em álcool muito mais lenta.

Essa família possui um tipo de levedura propícia para regiões de clima mais ameno, com temperaturas entre 5ºC a 14ºC. Os fermentos usados são Saccharomyces Carlsbergensis ou Saccharomyses Pastorianus.

A fermentação é lenta, simples, não é complexa (com baixa liberação de ésteres), e o trabalho é bem demorado. A concentração de álcool neste tipo de cerveja é entre 4 e 7%, considerado moderado e proporciona uma coloração clara à cerveja.

Alguns dos principais estilos da família Lager são: Pilsen, Pale Lager, American Standard Lager, Vienna Lager, Bock, Schwarzbier e Münich Helles. 

Família de cerveja Ale

Contrário da Larger, a família Ale é de alta fermentação, isso significa que o fermento age mais rápido, pois logo sobe para o topo do líquido. 

A fermentação ocorre em temperaturas mais altas, entre 14ºC e 25ºC e é mais complexa, com maior liberação de ésteres.

Essa classe de cerveja leva leveduras Saccharomyces Cerevisiae, por isso o aroma e sabor frutado, com notas de condimentos, o que lembra a escola Belga. O sabor resulta em notas de frutas frescas e secas, flores, ervas e especiarias. 

Alguns dos estilos de Ales mais populares são: Stout, Porter, India Pale Ale, Weizenbier, Saison, Quadrupel, Dubel e Tripel.

Família de cerveja Lambic

A cerveja Lambic é feita com o mais antigo método de fermentação e também é conhecida como a cerveja selvagem. O que acontece no processo é uma fermentação espontânea. 

Esse tipo de cerveja é mais imprevisível quanto ao sabor, pois a fermentação se dá a partir de leveduras selvagens, bactérias e micro-organismos naturais do local e região.

Quando o processo de fermentação se inicia a cerveja é armazenada em barris. O resultado são sabores bem exóticos, complexos, possuem maior acidez, são um pouco azedas e muito únicas no aroma e sabor.

Esse tipo de cerveja não é tão comum, mas alguns dos estilos que podemos encontrar são: Geuze, Faro, Kriek e as Fruit Lambics. Sabores frutados e florais são as principais características. 

Estilos de cervejas

Os estilos de cervejas são derivados das famílias e escolas. Cada estilo se caracteriza pelo sabor, cor, ingrediente, teor alcoólico, entre outros aspectos. São incontáveis os estilos de cervejas, principalmente as de produção artesanal. 

Conheça agora alguns dos tipos de cerveja mais comuns:

Pilsen: clara, leve e popular

Esse é um dos tipos mais comuns, a maioria das latas de cerveja nos supermercados são do tipo Pilsen. É uma cerveja filtrada, com cor de tom dourado claro, sabor suave e leve. 

É bem fácil de degustar, agrada a todos os paladares, já que o sabor é mais sutil. As cervejas pilsen são as que mais combinam para festas e descontrações, harmonizam bem com a comida de boteco, como queijos, amendoins, pastéis e  croquetes.

Lager: versátil e fácil de harmonizar

A Lager na verdade é uma família com variedades como a Vienna Lager e Premium Lager. É um tipo de cerveja de fermentação baixa e lenta, com cor clara e sabor sutil.

A cerveja Lager é considerada uma das favoritas dos brasileiros. O sabor maltado é sua principal característica, é bastante semelhante a pilsen, até porque é mais uma de sua variação.

Existem também as American Lager, um tipo de cerveja americano leve e refrescante, bastante comum nos bares brasileiros.

A Lager harmoniza muito bem com petiscos, salgados de boteco como bolinhos fritos, pastéis, amendoins e outros do tipo. 

Pale Ale: maior acentuação de sabor

As Pale Ale são bem mais encorpadas, devido a fermentação mais alta e rápida, trazem sabores mais intensos e característicos. Em linhas gerais, é uma cerveja mais forte, com maior teor de álcool. 

Existem cervejas Ale mais doces ou mais amargas, assim como mais claras ou mais escuras, mas a textura é mais cremosa que a Lager ou a Pilsen.

A Pale Ale é ótima para harmonizar com pratos mais gordurosos, já que ajuda a limpar o paladar. Combina bem com churrascos, torresmos, amêndoas, peixes fritos e queijos.

IPA: com adição de aromáticos

A cerveja do tipo IPA (India Pale Ale) é na verdade uma variação da Pale Ale. A diferença é o acréscimo de plantas herbáceas, frutos cítricos e outros aromas que aprimoram a fórmula da cerveja.

Bock: cerveja escura

Uma cerveja mais doce e com tom de cor escuro, ela é menos popular no Brasil, mas ainda assim é bem apreciada. Sua textura e sabor trazem particularidades do malte, lembrando caramelo, nozes, café e chocolate. 

Devido às notas mais adocicadas e corpo mais cremoso, a bebida é super indicada para os dias mais frios. A cerveja Bock possui teor alcoólico mais alto, maior que 8%. Combina bem com carnes defumadas.

Stout: malte torrado

Essa é outra cerveja fabricada a partir de maltes escuros, e possui características da escola inglesa. Possuem forte sabor de chocolate e malte torrado.

Weissbier: cerveja de trigo

As cervejas de trigo (weiss) são as famosas cervejas típicas alemãs. São produzidas a partir de 50% de malte de trigo, mais malte de cevada em menor quantidade que os estilos normais. 

O sabor é marcante, mas também é versátil para combinar com basicamente tudo, o aroma do trigo é bastante presente. Esse tipo de cerveja possui uma boa aceitação no Brasil, embora não seja tão consumida como as Pilsen ou Ale.

Cerveja Puro Malte: em alta no momento

As cervejas do tipo Puro Malte são aquelas fabricadas somente com cereais puramente maltados. Ou seja, durante a produção é proibido o uso de cereais não maltados como arroz e milho, por exemplo.

O resultado desse tipo de bebida é um sabor mais complexo e, como o próprio nome sugere, é bem mais puro, sem substâncias que tiram a peculiaridade do malte, que é a maior característica da bebida.

Vale lembrar que qualquer cerveja, desde Pilsen a Pale Ale pode ser puro malte, já que o que muda são os grãos utilizados e não o meio de fermentação e outros aspectos. 

Teor Alcoólico

A cerveja não é uma bebida tão forte, mas seu consumo exige moderação, já que algumas doses já causa embriaguez. A concentração de álcool costuma variar em cada estilo de cerveja, entre 4% a 10%.

Para iniciantes, a dica é começar por bebidas alcoólicas de baixa concentração alcoólica, até que o paladar sinta a familiaridade para experimentar uma cerveja mais forte. Quanto mais forte o teor alcoólico, o sabor também fica mais acentuado. 

Como beber a cerveja

Degustar uma boa cerveja vai muito além de apenas servi-lá no copo e tomar.

Se tem uma coisa que brasileiro entende e ninguém precisa ensinar é degustar uma boa cervejinha. Afinal, com o típico clima tropical, nada como uma bebida refrescante, gelada e ainda por cima nutritiva para relaxar!

Mas tem algumas dicas para você combinar pratos e estilos de bebidas e não errar em eventos, festinhas e confraternizações com seus amigos. 

Lager e pilsen: comida típica de boteco

Por serem cervejas mais sutis, combinam com pratos da mesma características. Portanto, para harmonizar, sirva com peixes grelhados, saladas, queijos brancos, croquetes e bolinhos fritos.

Essas cervejas são as mais apropriadas para aquela típica comida de “boteco”, com petiscos e porções variadas, não tem erro!

Pale Ale: melhor cerveja para churrasco e festas

Já as cervejas fermentadas com leveduras mais rápidas e altas, indica-se harmonizar com pratos mais gordurosos. Portanto, para o churrasco de final de semana e confraternização com amigos, a melhor pedida é uma Pale Ale, com sabor mais amargo e intenso, ela quebra o gosto de gordura na boca. 

Porter e Stout: vai bem com a sobremesa

Se o evento é aniversário, com bolo e sobremesa, aposte nas cervejas mais frutadas e florais, tais como Porter e Stout. Elas combinam bem com chocolate, mousses e cremes. 

Comparação das Melhores Cervejas de 2024

Oferta1
Pack Cerveja Spaten, Puro Malte, 350ml, Lata – 12 Unidades
  • Segue a lei da pureza; spaten é uma das principais puro malte do mundo
  • Nascida em Munich, desde 1397
  • Beba com moderação
  • Marca: Spaten
2
Pack de Corona Long Neck 330ml com 24 unidades
  • POR MENOS POLUIÇÃO PLÁSTICA. Como uma cerveja que nasceu na praia, Corona se empenha em ajudar a proteger os oceanos da poluição plástica. Com isso, na Campanha “1 Garrafa por 1 Garrafa”, para cada garrafa de Corona comprada, a marca recicla o equivalente a uma garrafa de plástico de 500ml.
  • COMPROMISSO COM A SUSTENTABILIDADE. Desde quando chegou no Brasil, Corona já foi responsável pela limpeza de mais de 1,2 milhão de m² de praias e a coleta de mais de 5,4 toneladas de lixo no país.
  • SABOR SINGULAR. Possui sabor leve de baixa graduação alcoólica. Uma fatia de limão no gargalo reforça a acidez com suas doses cítricas, fazendo com que a experiência de tomar a Corona se torne especial.
  • CERVEJA MEXICANA. Corona Extra é a cerveja mais vendida e a marca mais exportada do México.
  • HARMONIZAÇÃO IDEAL. O sabor marcante e amargor presente de Corona permitem que ela harmonize com bolinhos de bacalhau, ostras temperadas ou camarões fritos.
4
Pack Cerveja Becks Lata Sleek 350ml – com 08 unidades
  • Beck’s é uma legítima German Lager Puro Malte.
  • Segue à risca a lei da pureza da cerveja alemã desde 1873.
  • Uma cerveja de amargor intenso, sabor marcante e excepcional pureza
  • A cerveja alemã mais vendida no mundo.
  • Beba com moderação.
5
Pack de Stella Artois Sleek 350ml , 8 Unidades
  • A experiência e a tradição cervejeira de mais de 600 anos resultam em uma lager muito bem equilibradas.
Oferta6
Pack de Budweiser Sleek 350ML ,12 Unidades
  • Aprecie com moderação
  • 2. Cor clara e aroma discreto
  • 1. Standard American Lager de sabor leve
  • As lascas de Beechwood, madeira especial utilizada no processo de fermentação e maturação da Budweiser, conferem um sabor equilibrado, marcante no início e suave no final.
8
Copos De Vinho, Copo De Vinho Transparente Portátil De Silicone, Copos De Vinho De Silicone Inquebráveis ​​para Festa Ao Ar Livre, Churrasco, Acampamento, Champanhe, Coquetel, Cerveja
  • [REUTILIZÁVEL E DURÁVEL] Construída em silicone de qualidade alimentar, esta taça de vinho é durável, antiaderente e reutilizável, tornando-a perfeita para uso ao ar livre.
  • [UTILIZAÇÃO MÚLTIPLOS] Pode ser usado para várias bebidas, como vinho, coquetéis, cerveja, refrigerante ou água, tornando-o versátil para qualquer ocasião.
  • [DESIGN PORTÁTIL] Compacto e leve, este copo de vinho de silicone é fácil de transportar, tornando-o ideal para camping ao ar livre, piqueniques, churrascos e festas.
  • [MATERIAIS ECO-AMIGÁVEIS] Feito de material de silicone ecológico e atóxico, este copo de vinho é seguro para uso e suave para o meio ambiente.
  • [MODO & PRÁTICO] Com sua bela aparência e acabamento requintado, este copo de vinho adiciona um toque de estilo a qualquer reunião ao ar livre, tornando-o o acessório perfeito para suas aventuras ao ar livre.
Oferta9
Pack Cerveja Budweiser Zero Álcool, 350ml, Lata – 8 unidades
  • Cerveja Budweiser American Lager Zero
  • A cerveja Budweiser é uma American Larger que possui sabor leve, cor clara e aroma discreto. As lascas de Beechwood, madeira especial utilizada no processo de fermentação e maturação da Budweiser, conferem um sabor equilibrado, marcante no início e suave no final.
  • A Cerveja Budweiser Zero uma cerveja refrescante sem álcool e com apenas 69 calorias, feita com os melhores ingredientes e um ótimo sabor da Budweiser.
  • Pode acontecer do rótulo do produto conter informações adicionais/diferentes das constantes do site, e é por isso que recomendamos que você sempre leia rótulos, advertências e modo de uso antes de consumir um produto.
  • Beba com moderação
10
Colorado Cerveja Ribeirão Lager 600Ml Garrafa
  • Nascida em Ribeirão Preto, nossa casa, é uma lager leve e refrescante, mas com a cara de Colorado, uma cervejaria que nunca faria mais do mesmo: cerveja clara com laranja, com IBU 20 e 4,5% de teor alcoólico
  • Possui toda qualidade da primeira cervejaria artesanal do Brasil por um muito mais acessível do que a maioria!
  • 1. Harmoniza bem com aves, peixes e soremesas

Conclusão

Escolher as melhores cervejas requer uma minuciosa atenção para o tipo de produção, ingredientes da composição, forma de fermentação e estilo da bebida. 

Com as dicas que você acabou de conhecer, essa tarefa fica muito mais fácil, pois agora você já sabe o que caracteriza cada cerveja, desde sua técnica de preparo, composição e aspectos de sabor!